Recado contra a polticanalhada

Longe de mim querer polemizar
Mas essa impertinência quero rechaçar
Contra a ideia de mudar nome da praça…
A cidade também rejeita ter um dono
cansada de sofrer tanto abandono
De quem gratuitamente ainda faz graça!


Daí a aparece um Tzar prepotente
Preposto do prefeito ou seu gerente
Querendo que o povo aceite esse purgante
Já passada na primeira votação
Criando, pois, incômoda situação
Contra a praça dos Caixeiros Viajantes!


Ali foi local de rancharia
História viva do inicio da porfia
Do progresso de hoje a olhos vistos…
Pois é do povo marco permanente
Consulte o povo cabra inconsequente
E nos livre de sofrer mais este quisto!


O poeta sugere um plebiscito 
Para não ficar mais esquisito
A vontade de grupos mandatários…
Usando sua vontade na sulapa
Tendo religiosidade como capa
Para cumprir seu gesto refratário!


Aqui tem muito pastor para pouca ovelha
Por essa razão não acende uma centelha 
De um luta inglória contra o próprio irmão…
Temos problemas sociais tão relevantes
Que não vai ser trocando nome de caixeiros viajantes
Prosseguir beliscando na carne a Constituição!


Hélio Schiavo
Vitória da Conquista, 25 de agosto de 2012

do livro em preparo no Front da PAZ de Conquista






Anúncios

Um comentário sobre “Recado contra a polticanalhada

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s