Conversas com quem gosta de ensinar: Rubem Alves.

“Não sei como preparar o educador. 
Talvez que isto não
seja nem necessário, nem possível… 
É necessário acordá-lo.
E aí aprenderemos que educadores não se extinguiram como
tropeiros e caixeiros. 
Porque, talvez, nem tropeiros nem
caixeiros tenham desaparecido, 
mas permaneçam como
memórias de um passado que está mais próximo do nosso
futuro que o ontem. 
Basta que os chamemos do seu sono,
por um ato de amor e coragem. 
E talvez, acordados,
repetirão o milagre da instauração de novos mundos.”
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s